Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
8/03/23 às 18h16 - Atualizado em 15/03/23 às 11h08

Secretaria em busca de novos projetos para juventude do DF

 

Em busca do aprimoramento das políticas públicas da Secretaria da Família e Juventude e por modelos de inovação bem sucedidos em outras regiões do país que amplie o atendimento aos jovens do DF,  o secretário da Pasta, Rodrigo Delmasso, acompanhado do secretário executivo de Políticas de Juventude, San Thiago Cunha, reuniram-se com autoridades do Governo do Estado do  Paraná, entre os dias 7 e 8 de março para conhecer as ações  governamentais voltadas aos jovens, como o Cartão Futuro e o Agente Jovem de Cidadania, além dos 28 Centros da Juventude existentes no Estado, que despertaram o interesse do Governo do Distrito Federal (GDF).

 

Na terça-feira (7), o secretário da Família e Juventude, Rodrigo Delmasso, reuniu-se com o o secretário estadual do Desenvolvimento Social e Família, Rogério Carboni. O encontro foi no Palácio das Araucárias, em Curitiba.

 

Nesta quarta-feira (8), o secretário Delmasso, acompanhado por San Thiago da Cunha, também do GDF, conheceu os Centros da Juventude instalados em Curitiba e Região Metropolitana. A visita foi conduzida por Ana Felícia Bodstein, coordenadora interina da Política Estadual de Defesa dos Direitos da Juventude da Secretaria do Desenvolvimento Social e Família (Sedesf).

 

Rodrigo Delmasso destacou o cuidado do Paraná para com o jovem. “A política da juventude no Paraná está sendo muito bem executada. Seja com os Centros da Juventude ou com o Cartão Futuro e o Agente Jovem de Cidadania, o Paraná tem um bom case na área e são exemplos que queremos levar para aplicar no Distrito Federal”, disse.

 

Os Centros da Juventude estão instalados em Almirante Tamandaré, Apucarana, Cambé, Campo Largo, Campo Mourão, Cascavel, Castro, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Lapa, Laranjeiras do Sul, Maringá, Palmas, Paranavaí, Pinhais, Piraquara, Pitanga, São José dos Pinhais, São Mateus do Sul, Telêmaco Borba e Umuarama, além de Curitiba e Toledo, que contam com duas estruturas cada.

 

“Essa rede de Centros da Juventude, em especial, é um tema pelo qual temos grande interesse. São estruturas muito bem cuidadas e administradas, com uma gama de atendimentos interessantes, e é algo que temos grande interesse em replicar para os nossos jovens”, explicou Delmasso.

 

Os centros contam com equipamentos diversificados, a depender dos projetos aplicados. Isso inclui salas multiuso, espaços para dança, quadras poliesportivas, pistas de skate, teatros de arena, bibliotecas, laboratórios de informática, auditórios, cozinha, e piscina, por exemplo. “Temos buscado cada vez mais alternativas de programas e ações que envolvam a juventude e que deem oportunidades de uma rotina saudável, com práticas esportivas, lazer, saúde, qualificação e incentivo a uma vida digna”, afirmou Rogério Carboni.

 

Ele explicou que com o Cartão Futuro, criado em 2021, o Governo do Estado subsidia parte do salário de adolescentes e jovens como forma de ampliar o acesso ao primeiro emprego.

 

O foco é a população vulnerável jovem que necessita de políticas públicas voltadas à inclusão no mundo do trabalho. Os recursos são oriundos do Fundo da Infância e da Adolescência (FIA) e do Fundo Estadual de Combate à Pobreza.

 

Já o programa Agente Jovem de Cidadania atende adolescentes e jovens de 14 a 24 anos de idade, preferencialmente os que se encontram em vulnerabilidade social, moradores de municípios que possuam Centros da Juventude. Eles recebem bolsas todos os meses para desenvolver atividades educativas, socializadoras e de produção cultural junto a outros adolescentes e jovens de sua comunidade, sob acompanhamento e orientação de profissional de referência do Centro da Juventude.

 

O programa funciona como um trampolim para transformar algumas realidades. No ano passado, 751 adolescentes e jovens participaram do programa em todo o Estado.

 

Para a coordenadora interina da Política Estadual de Defesa dos Direitos da Juventude, Ana Felícia Bodstein, a visita dos representantes do Governo do Distrito Federal é uma oportunidade de intercâmbio de experiências, e de mostrar as boas práticas adotadas no Paraná na área da juventude. “Eles estão entendendo o melhor formato para replicar os Centros da Juventude e nós estamos conhecendo, através da experiência da comitiva, outros olhares sobre quais áreas precisam de mais atenção no Paraná”, disse.

 

Com informações do Governo do Estado do Paraná