Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
28/03/23 às 10h51 - Atualizado em 28/03/23 às 11h16

Queda na contratação de jovens reforça importância de estímulo às empresas

 

Ter uma fonte de renda enquanto conclui os anos escolares tornou-se o objetivo de milhares de jovens e famílias do Distrito Federal. Em muitos lares, é o salário que o jovem, em situação vulnerável, recebe nesses programas, que torna possível enxergar o sonho de um futuro melhor. Há casos que o benefício ajuda até mesmo no orçamento da família.

 

No entanto, dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados no mês de janeiro deste ano, apontam que houve mais demissões do que contratações de jovens, um encolhimento de 0,5% no programa “Jovem Aprendiz”, o que significa que, das admissões realizadas, quatro jovens ficaram de fora, comparado com o mês anterior. Uma queda importante se avaliado o impacto direto na redução de oportunidades a essas pessoas.

 

Foi pensando nesses jovens e na continuidade desses espaços que a Secretaria da Família e Juventude publicou no Diário Oficial do DF, a Portaria n° 15 de 21 de março de 2023, que regulamenta o “Selo da Juventude”, criado por Decreto n° 41.642 de 2020 pelo governador Ibaneis Rocha. Na prática, empresas que contratam jovens ou desempenham algum papel importante no seu desenvolvimento profissional serão reconhecidas pelo GDF e também pela sociedade que passa a identificar o selo anexado nos estabelecimentos comerciais ou nas peças de propaganda da empresa.

 

Outra curiosidade divulgada pelo relatório do Caged mostra ainda que, o setor que mais abriu vagas aos jovens foi o de serviços, que admitiu 398 jovens, mas também foi o que mais fez desligamentos, chegando a 442 somente em janeiro. Já, o setor que menos demitiu jovens foi o da indústria, com 55 demissões e o saldo positivo de 95 vagas.

 

Para o secretário Rodrigo Delmasso, o levantamento serve como uma amostra da importância de iniciativas que estimulem o empreendedor a contratar mão de obra jovem. “Acreditamos nos jovens, no seu potencial e na capacidade de protagonizar grandes realizações. O governador Ibaneis nos deu a missão de empoderar os jovens do DF, dando-lhes cada vez mais oportunidades. Vamos batalhar vaga a vaga. Falando com empreendedores, mostrando a competência e a criatividade da nossa juventude”, declarou.

 

A Secretaria da Família e Juventude também estuda firmar parcerias com os sindicatos patronais e com o Sistema “S” para divulgar o selo parceiros da Juventude.

 

Os estabelecimentos comerciais interessados em obter o “Selo Parceiro da Juventude”, deverão fazer a solicitação pelo e-mail gabsefj@sefj.df.gov.br com a seguinte documentação:

Preenchimento do formulário de solicitação;

Cartão CNPJ;

CPF do responsável legal pela empresa;

Resumo das ações empreendidas pela empresa que favoreçam jovens entre 15 a 29 anos no Distrito Federal, dentro das metas estabelecidas pelos pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas – ONU.

 

Formulário: Formulário – Selo da Juventude